Resenha: Menina Má

2016-10-22-05.21.08-1_1.jpg.jpg
Galeria Completa no Flickr.  💙

‘’Posso ficar com as duas pedras? Posso ficar com a granada também? ’’ Página 31

Um resumo prévio desse livro é, nem tudo que parece ser perfeito por fora, é perfeito por dentro…

2016-10-22-05.21.21-1_1.jpg.jpg

‘’Você sabe que eu não minto mais, depois que você me mandou parar. ‘’ Página 108

Rhoda tem oito anos e é a definição de menina perfeita, o docinho da mamãe e do papai, esforçada e dedicada, porém nada pode ficar no caminho dos planos de Rhoda, tudo começa quando Rhoda deseja muito uma medalha, porém um colega dela a ganha, e ela não aceita isso pois acha que ele roubou a medalha que era dela, assim em um passeio o menino aparece morto no lago. Suspeitas caem em cima de Rhoda, porém não para por ai.

2016-10-22-05.21.10-1.jpg.jpg

‘’Que bobagem querer enterrar Claude com a medalha. Ele está morto, não está? Nunca vai saber se estava com a medalha ou não. ‘’ Página 121

O livro é bem intenso, principalmente na parte em que traz a mãe de Rhoda com mais frequência, e é onde a história ganha um novo rumo, durante a narrativa temos personagens bem construídos e de personalidades fortes, o autor nos mostra também o lado da família da quem matou e de quem perdeu (não é spoiler). A narrativa é em terceira pessoa, porém é algo que dá mais um detalhe ao livro.

2016-10-22-05.21.13-1.jpg.jpg

‘’Não tenha medo. Você acha que a mamãe machucaria você?’’ Página 208

Outro detalhe é como o autor mostra o lado da aparência, por exemplo, Rhoda por ter uma aparência meiga faz coisas horrendas e ninguém nota de cara, porém já o zelador que não pode contar com a aparência todos ficam de olho. E ao falar de Rhoda temos que falar da sua família que durante o livro descobrimos coisas bastante intensas.

2016-10-22-05.21.23-1_1.jpg.jpg

‘’Por que não me deixa em paz? Por que continua me perturbando?’’ Página 233

Algo que podemos observar é como esse livro (assim como o das Vespas, por exemplo) é um livro cheio de referências à psicologia, não se pode diagnosticar Rhoda como psicopata por conta de sua idade, isso é algo que vale a pena observar, por mais que muitos de seus comportamentos se enquadrem nesse diagnóstico. Essa é uma leitura que vale a pena, sem dúvidas, a leitura para mim foi rápida mesmo com nervosismo em algumas partes por causa de como acontecia certas coisas, e que ninguém via, e o final em minha opinião foi o mais surpreendente e até revoltante.

‘’Se eu der pra você uma cesta de beijinhos, o que você me dá de volta? ‘’ Página 261

20 thoughts on “Resenha: Menina Má

  1. Olá! Como vai?
    Faz tempo que vejo esse livro nos sites da vida e penso em comprar para começar a ler.
    Gostei muito da resenha e a vontade de ler ele voltou a tona.
    Parabéns.
    Beijos.

    Like

  2. Olá Alice =)
    Já li outras resenha desse livro, uns de amor outras de ódio. Essa edição do livro pelo jeito está incrível. Gosto de livros que quando fala desses assusto trás referencias á psicologia. Pelo jeito Rhoda é uma personagem bem diferente pela idade dela. Tenho interesse de ler ele. Adorei a resenha. Beijos’

    Like

  3. Alice, tudo bem? Gostei de sua resenha. Aumentou minha vontade de ler esse livro. Tem um bom tempo que ele está na lista de desejados, mas acabo passando compra de outros livros na frente desse. Ele se encaixa perfeitamente nov tema que gosto de ler: serial killers ❤

    Sobre a parte estética, nem preciso comentar nada pq a Darkside não deixa a desejar.

    Xeru, Alice.

    Like

  4. Olá, tudo bem?

    Tenho esse livro aqui em casa, apesar da temática ser muito interessante, o livro ser lindão, ainda não li, os livros da Dark leio primeiro aqueles que recebo, sem contar os livros das editoras parceiras, mas espero ler agora entre novembro e dezembro.
    Adorei a resenha, ficou muito boa e as fotos maravilhosas!

    Like

  5. Alice, acho a premissa do livro muito interessante pela principal ser uma criança e ter toda essa carga em cima dela.
    Não é meu estilo de leitura, mas se tivesse oportunidade leria.

    Like

  6. Gente queria tanto gostar de terror ou algo parecido do gênero mas morro de medo. As edições da Darkside são lindas e nos faz querer mais. Sua resenha está ótima, mas como já falei, não se encaixa no que eu leio. Que bom que adorou a leitura!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    Like

    1. Simm, entendo eu não gostava a uns anos atrás, agora é um dos temas favoritos, que penaaa </3 mas quem sabe venha uma resenha por ai do seu gosto literário hein

      Like

  7. Quero muito ler esse livro! Acho o projeto gráfico incrível e a história melhor ainda! Tenho uma curiosidade enorme pelo tema psicopatia e acredito que pela idade, Rhoda pode sim ser considerada psicopata, porque os psiquiatras dizem que nossa consciência se forma a partir dos sete anos, logo, tudo o que elas fez foi consciente. Acho que essa é a parte mais chocante e instigante de tudo, a mente humana é muito complexa! =O

    Like

    1. simm, amo esse tema, sim exato, mas durante o curso vemos que esse comportamento mesmo consciente pode ser moldado futuramente, por isso evitam o uso do nome ‘psicopata’ a uma criança, entende? mas é consciente sim.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s