Resenha: Um gato de rua chamado Bob

 

”Ouvindo seu ronronar suave no escuro, senti-me bem por tê-lo ali. Era uma companhia, eu acho. Não tinha muito disso ultimamente. Página 13

Um livro que todos, TODOS, deveriam ler, se você não gosta de gatos, prepare-se para amar Bob, se você é louca dos gatos como eu, prepare-se para chorar, sorrir, e amar mais ainda os felinos.

”Olhou para mim como se dissesse: ”Eu não sei onde estou, quero ficar com você.”

Página 14

Primeiramente vamos falar de James, um viciado em heroína, que se adaptou as vidas da rua, seja ao trabalho ou dormindo em caixas de papelão, James usava a heroína para fugir da sua amarga realidade, praticamente sozinho no mundo um dia encontra uma surpresa, um gatinho (laranjinha) machucado, com fome, e mesmo com seu pouco dinheiro, (já que James trabalha cantando nas ruas, em busca de pessoas que escutem sua voz), ele consegue algumas poucas libras por dia, mas ao encontrar o gatinho laranjinha, ele decidiu (depois de muita insistência do gato em não ir embora) levar-lo para casa, cuidar de seus ferimentos, e alimenta-lo, pensando que após o gato estar recuperado ele iria embora, James descobre que não é o que o felino tem em mente, e então sua vida começa a mudar.

”Ele me humanizou. Especialmente depois de eu ter sido tão desumanizado. De certa forma, ele estava devolvendo minha identidade. Eu tinha sido uma não pessoa; e agora estava me tornando uma pessoa novamente.” Página 71

Esse foi o primeiro livro que me fez chorar(no metrô, no ônibus, e no shopping), o livro é narrado por James, contando sua infância, o que levou ele ao caminho que estava, e como tudo mudou ao encontrar o gatinho, mais tarde nomeado de Bob no carpete do prédio onde morava, cantor de rua e morando em uma casa fornecida pelo governo a vida de James não é fácil, porém independente de tudo, em nenhuma dificuldade ele desistiu de Bob.

”Eu deveria ter um Natal decente ao menos uma vez. Eu tinha algo para comemorar. Eu tinha Bob.” Página 101

O livro mostra como mesmo tendo pouco bens materiais, isso não reflete na empatia da pessoa, a história é maravilhosa, emocionante, engraçada, uma história de companheirismo, amor, dedicação, fidelidade. Me apaixonei por Bob no momento em que li a narrativa da cena dele no carpete, me apaixonei por Bob, no momento em que depois de viver nas ruas ele encontrou o paraíso ao se deitar ao lado do aquecedor, mostrando como a vida mesmo que simples é um luxo, me apaixonei por Bob no momento em que ele aguardava James independente de quanto tempo levasse, me apaixonei por Bob por ele me lembrar, Dimitri, Hades, Sagan, Bella, Sandy, Kate e cada ronron que já conheci nessas ruas ai.

”Ver Bob doente exerceu um efeito profundo em mim. Ele parecia ser um gato tão indestrutível. Nunca imaginei que ele ficaria doente. Descobrir que ele era mortal realmente me abalou.” Página 140

”Éramos eu e Bob contra o mundo mais uma vez. Foi como se eu nunca houvesse me afastado.” Página 183

16 thoughts on “Resenha: Um gato de rua chamado Bob

  1. Oiee ^^
    Esse livro é tão lindoooo ♥ eu nunca fui muito fã de gatos, sempre gostei bem mais de cachorros (e ainda gosto), mas fiquei apaixonada e encantada pelo Bob ♥ só não entendi porque ainda estão lançando mais e mais livros a respeito dele *-* de qualquer forma, eu só consegui ler esse primeiro.
    MilkMilks ♥

    Like

  2. UAU, que resenha mais detalhada, eu fiquei hipnotizada, e como também sou ” A louca dos gatos”, P-R-E-C-I-S-O desse livro, vou correndo comprar ♥ Um beijo.

    Like

  3. Olá Alice, essa obra é muito conhecia e mesmo assim essa é a primeira resenha que leio sobre a mesma. Não sabia muito sobre o enredo em si e curti bastante as informações que você colocou. Acho que eu iria gostar da leitura, vou anotar a dica.

    Abraços

    Like

  4. Olá!
    Achei sua resenha muito fofa! Acho gatos lindos, mas BEM longe de mim! rs
    Não consigo ver gato como um animal afetuoso sabe? Igual a cachorro ( amo a minha).
    Mas também ainda não li nenhum livro sobre animais de estimação, embora li várias resenhas a respeito.
    Qualquer dia vou me aventurar e me lembrar de vc , da sua dica!
    Bjs

    Like

  5. Oie amore,
    Primeiro gostaria de parabenizar o blog, que lindeza.
    Quanto ao livro não me chamou muito a atenção não, já que não curto muito gato, prefiro cachorros rs.
    Já li um de gato na época da faculdade e até curti, mas passo essa dica pra lá.
    Parabéns pela resenha e pelas fotos!
    Beijokas!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s