Resenha: Trilogia Mara Dyer

”A presença de Noah amenizava minha loucura e era quase o bastante para me fazer esquecer o que havia feito. ” Página 332 – A Desconstrução de Mara Dyer.

Vamos mergulhar na insanidade dessa trilogia Dyer…

Tudo começa com uma brincadeira, Mara, Rachel e Claire estão brincando com uma tábua ouija, e então Rachel decide fazer uma pergunta peculiar, como ela iria morrer, e ai damos inicio a insanidade. Em uma noite Mara, Rachel, Claire e Jude vão á um manicômio que supostamente é assombrado, e ocorre um pequeno acidente, o prédio desaba sobre eles, deixando apenas Mara viva. Após o ocorrido Mara não se lembra de nada, do que aconteceu com os amigos, e durante o desabamento, com tudo que aconteceu, Mara aparenta ter problemas psicológicos, então sua família decide se mudar da cidade onde tudo aconteceu, na nova cidade Mara tem que lidar com novas pessoas (Noah), e principalmente com os novos acontecimentos mais bizarros de sua vida. A questão que fica é, Mara realmente perdeu a sanidade durante os acontecimentos?

”Aquele era o garoto que eu amava. Um pouco bagunçado. Um pouco quebrado. Um lindo desastre. Exatamente como eu.” Página 276 – A Evolução de Mara Dyer.

Esse foi um livro que eu devorei em um dia e fiquei chorando porque não estava com a continuação ainda, ele é magnifico, foge dos clichês, e mais ainda uma leitura beeem rápida. E o final, meu deus, que final! A narração é feita por Mara porém é uma narrativa bem turbulenta pois em certos momentos o leitor não sabe mais o que é normal(não que isso exista) e loucura.

”Não me importa com o que pensa de mim…Fiz a escolha certa para minha vida e não me arrependo. Se acha que sou uma pessoa horrível, uma assassina e que vou para o inferno, nunca precisaremos nos ver de novo. ” Página 202 – A Evolução de Mara Dyer.

O final do primeiro livro é insano, e já se inicia com isso no segundo livro, diante do fato que deu encerramento no primeiro livro, Mara não tem mais paz, sempre recebendo diversos tipos de mensagens, avisando que o que ela viu foi real, lembretes do tipo ‘’eu ainda estou aqui’’. E durante o decorrer do livro, fica claro que a conexão entre Mara e Noah é bem mais profunda e louca do que imaginávamos.

”A habilidade de curar não torna ninguém bom, tampouco a habilidade de matar torna alguém mau. ” Página 335 – A Vingança de Mara Dyer.

Mara no terceiro livro está sendo feita de cobaia, sendo manipulada e presa, nesse ponto ela já não sabe mais o que é real, alguns mistérios são resolvidos e mais ainda o final é espetacular.

A narrativa continua sendo feita por Mara, e a insanidade da trilogia piora a cada capítulo, o final é maravilhoso e ao mesmo tempo chocante, sinceramente não tenho palavras para esse final, mas uma recomendação é: mergulhem nessa insanidade.

”Cure as pessoas erradas e você se transforma em vilão. Mate as pessoas certas e você se transforma em herói. São nossas escolhas que nos definem, não nossas habilidade. ” Página 335 – A Vingança de Mara Dyer.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s