Resenha

Resenha: Flores Partidas #FL2018

”O fato de ela ter se casado com um cara que havia crescido a menos de 35 quilômetros da casa onde ela havia sido criada era uma prova de que, não importa o quanto a gente fuja, sempre acabamos voltando para o lugar de onde saímos.” Página 66

Faz exatos cinco minutos que acabei de ler Flores Partidas, e acho que precisarei de cinco anos para me recuperar dessa leitura. Inicialmente Flores Partidas não estava na minha lista da Folia Literária, mas eu queria muito ler então encaixei na categoria de personagem feminina em destaque, e nesse livro o que mais temos são mulheres fortes.

Um acontecimento marca tragicamente a vida de uma família comum, Júlia, filha mais velha, irmã, está desaparecida, pistas falsas rondam a família e a polícia adota a postura de que Júlia apenas quis fugir para algum lugar, o desaparecimento dela afeta cada membro de sua família, Claire a irmã mais nova se fecha em um mundo particular controlada pelo namorado, Lydia se afunda em drogas, Sam, o pai ainda tem esperança de que a filha volte e investiga cada detalhe atrás de pistas, e a mãe, Helen tenta dia após dia mas está destruída.

”Não podem andar na rua nem comprar um café ou ficar paradas num canto sem que um idiota venha fazer um comentário sobre a beleza delas. E as mulheres sorriem porque é mais fácil do que mandar os caras se ferrarem. E menos perigoso, porque quando um homem rejeita uma mulher, ela vai pra casa e chora por alguns dias. Se uma mulher rejeita um homem, ele pode estupra-lá e mata-lá.” Página 119

A família que deveria se unir, acaba se separando cada vez mais, Claire coloca seu mundo em Paul, e Lydia acaba contando a irmã que seu namorado perfeito tentou estupra-lá após isso as irmãs se separam por dezoito anos, até que a morte de Paul as une novamente, porém com sua morte todos os seus segredos vem a tona, Claire descobre que seu marido era uma farsa, e com isso ela descobre tantos segredos obscuros que podem enterrar todos eles juntos com Paul.

Gente não tenho o que escrever nessa resenha, não consigo falar sobre porque ainda to absorvendo esse livro, Flores Partidas possui uma pré-sequência, chamada A garota dos olhos azuis, que conta sobre o desaparecimento de Júlia e de como tudo começou, eu li ele depois de ler Flores Partidas(como sempre lendo na ordem errada), as coisas não se misturam muito pois em Flores Partidas o foco são os segredos, mentiras e a família de Claire.

”Se deixasse tudo nas mãos de Claire, sabia que não sairia viva. Sempre tinha sido assim – antes de Paul, antes mesmo de Júlia. Claire tomava uma decisão e Lydia pagava por ela.” Página 257

Bom comecei a ler a obra pela autora e foi um livro extremamente chocante e surpreendente novamente Karin nos mostra a maldade humana, em diversos lados. Não tenho o que dizer sobre essa obra pois esse é um daqueles livros que você precisa sentir e absorver os capítulos, é uma leitura pesada em alguns pontos mas na minha opinião é uma leitura tranquila. O livro nos consome desde o inicio do capítulo, temos narrativas alternadas entre Claire, Lydia e Sam. Confesso que me emocionei em diversos relatos de Sam, ele é um pai que vive em função de descobrir o que houve com sua garotinha, e algo que gostei de ver no final é como os personagens mudaram e evoluíram. Se você gosta de suspense, esse livro é pra você, a cada capítulo mais mistérios e reviravoltas e um desfecho muito interessante pra essa história.

”Então, você sorri, aperta minha mão, e, mesmo no sonho, entendo a verdade: não importa o que aconteceu com você, não importa os horrores que sofreu quando foi levada, você sempre será minha menininha linda.” Página 394

9 thoughts on “Resenha: Flores Partidas #FL2018”

  1. Só de ler sua resenha já fiquei com o coração apertadinho, abuso sexual é um tema extremamente necessário e que precisa ser falado mais, no entanto, é quase impossível não se emocionar com o tema, né? Não conhecia a obra e espero ler em breve!

    Liked by 1 person

  2. Eu acho linda essas capas e as historias sempre me parecem interessantes, mas la no fundo sinto que não seria algo que conseguiria ler ate o final haha mas amei sua resenha e as fotos também estão lindas. Um beijo.

    Liked by 1 person

  3. Oi Alice!
    Meu Thriller favorito da VIDA!!! Amo essa mulher, Flores Partidas foi o primeiro livro do gênero que li e confesso que de certa forma me prejudica, porque os outros hoje são muito fracos pra mim tendo ele como base. Mas eu amo, fiz a leitura e fiquei absorta no enredo, por muitos momentos tive que parar de ler para pegar fôlego, então eu entendo você. É o tipo de livro que leva tempo pra você aprender a falar dele hahahahaha. Eu li o flores partidas depois de baixar o Prequel na Amazon e ficar mega curiosa, mas não esperava nem de longe, pelo que Karin preparou para nós!!!
    Ótima resenha.
    Bjs

    Liked by 1 person

  4. OOOiiii, estou há um tempo com esse livro para realizar a leitura e ainda não comecei,ler sua resenha reavivou a vontade e com certeza vou realizar a leitura logo… Saber que você ficou um tempo processando o livro, me anima, pois adoro quando isso acontece comigo!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s