Resenha

Resenha: Fale!

”Entrei no ensino médio com o corte de cabelo errado, as roupas erradas, a atitude errada. E não tenho ninguém com quem possa me sentar.
Sou Excluída.” Página 16

Melinda é uma menina comum que está no primeiro ano do ensino médio, porém ela se encontra em um momento muito frágil de sua vida, Melinda gostava de sair, tinha amigas, era uma garota de escola como qualquer outra, porém durante as férias algo aconteceu e mudou tudo na sua vida completamente. 

”O intuito de não conversar sobre aquilo, de silenciar a lembrança, é fazer com que ela vá embora. Mas não é o que acontece. Vou precisar é de uma neurocirurgia para tirá-la da cabeça.” Página 100

A vida dela foi arrasada completamente quando durante uma festa, ela chamou a polícia e com isso algumas pessoas foram presas, por conta disso ela foi vista como uma vilã responsável por acabar com a festa, os amigos que tinha ela perdeu, e passou a ser alvo constante de bullying e desprezo. Porém nem seus amigos, nem ninguém procurou saber o motivo que ela teve para ligar para a polícia.

Melinda se vê em uma situação cruel, ela não via ninguém do seu lado, suas notas caíram, e ela se fechou e se tornou incomunicável. A única coisa boa que Melinda enxergava no meio daquela crueldade foi um projeto de arte onde ela começa a liberar seus sentimentos e demônios internos, para tentar enfrentar o monstro agressor que ronda sua vida.

Essa leitura é pesada, é difícil, e podemos ver claramente como as pessoas podem ser cruéis e negligentes com o que acontece ao colega do lado, o livro é ficção, mas é o tipo de livro que pega a realidade para montar uma ficção, afinal existem várias Melindas por aí precisando falar, precisando de ajuda. Durante boa parte da narrativa Melinda não entende a violência que foi cometida contra ela, e quando entende, ela apenas quer continuar tentando esquecer. Assim como em Garotas de Vidro  a autora consegue abordar muito bem sobre a violência.

”Sou uma coelhinha de novo, escondida em pleno ar livre. Eu me senti como se tivesse um ovo na boca. Um movimento, uma palavra, e ele vai quebrar e explodir o mundo.
Estou ficando meio pirada da cabeça.” Página 139

  • O livro tem uma adaptação cinematográfica da obra, o filme recebeu o nome ‘O silêncio de Melinda’, com Kristen Stewart interpretando a nossa Melinda.
  • O livro conta com uma parte de EXTRAS, onde é possível encontrar todos os números e sites para onde você pode ligar em casos de violência.

”Minha cabeça está me matando, minha garganta está me matando, meu estômago borbulha com lixo tóxico. Só quero dormir. Um coma cairia bem. Ou uma amnésia. Qualquer coisa, só para me livrar disso, desses pensamentos, desses sussurros na minha mente. Ele estuprou minha cabeça, também?” Página 189

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s