Resenha

Resenha: 99 dias

”Ela era desse jeito, metade querosene, metade romantismo.” Página 77

Molly Barlow, traiu seu melhor amigo, seu namorado, seu amigo de infância, Patrick, e fez isso com o irmão dele, Gabe, após essa situação horrível Molly se vê em um beco sem saída afinal, o que eles fizeram foi imperdoável, então acaba desabafando com sua mãe, que é escritora, após ouvir o desabafo da filha ela se inspira e escreve um livro com a história que era um segredo das duas, a vida de Molly desmorona, ela fica sem ninguém, para fugir dessa tremenda onda de destruição que ela se encontra, Molly vai para um internato, mas ao voltar para onde tudo aconteceu no verão, Molly terá que enfrentar 99 dias até entrar na faculdade, 99 dias na cidade que a odeia, 99 dias com pessoas que farão de tudo para Molly ir embora novamente, no meio dessa espiral Molly tem que se acertar com que ela fez mal e com quem lhe fizeram mal.

Vi esse livro na manhã do dia da mulher, e quando entrei na Saraiva por curiosidade para ver as promoções me deparei com ele e resolvi levar, comecei a ler no mesmo dia e finalizei um dia depois. 99 dias é um livro meio juvenil com um toque de new adult bem leve, mas o livro não fala apenas de traição, ele nos mostra em como uma traição atinge todas as partes, incluindo que a culpa fica apenas para uma parte, como foi no caso de Molly, jamais irei defender traições, mas ambos são culpados mesmo que em partes diferentes, e na história de 99 dias, há detalhes que mudam um pouco a versão do que ocorreu.


”Mas você e eu, esse verão e para sempre? Estamos do mesmo lado.” Página 83

99 dias nos faz sentir cada personagem, cada sentimento em cada página, ele é um daqueles livros que conseguimos entrar na história e sentir cada angústia e raiva dos personagens, a obra possui vários toques de realidade, principalmente em questão do julgamento e favoritismo, já que Molly foi praticamente expulsa da cidade enquanto Gabe não foi afetado em praticamente nada, o livro possui um foco além da traição ou perdão, mas sim no encerramento das coisas, afinal como não encerrar algo e seguir em frente? todos precisavam de um encerramento, e acho que Molly voltar aonde tudo começou foi a peça chave. Porém, é claro há dificuldades, incluindo Patrick que não consegue seguir em frente mesmo com a nova namorada, conviver com a mãe onde houve uma grande quebra de confiança, e também estar apaixonada pelo motivo de tudo o que houve.

Como eu disse, os personagens são muito carismáticos, e envolventes e cada página nos faz querer mais e mais, de pouco em pouco vemos como a história envolve a traição, relacionamento abusivo, pressão, mentiras, medos e inseguranças e seu desfecho foi bem concluído, adorei a escrita da autora e mais ainda os tópicos que ela abordou em sua obra. É isso Vespas, se procuram uma leitura leve leiam esse livro!!!

”Estamos os dois quase chorando, como se finalmente tivéssemos nos destruído, finalmente devorado o outro vivo.” Página 313

6 thoughts on “Resenha: 99 dias”

  1. Oi Alice! Eu não consigo entender como a mãe da Molly foi capaz de fazer algo assim com a filha 😨. Que falta de noção! É engraçado, para não dizer trágico. Se o livro fosse apenas sobre a traição da Molly, eu confesso que não leria, também não defendo traições e acho que me sentiria incomodada com a leitura. Mas saber que a autora aborda tantas outras questões me deixou curiosa para conferir.
    Beijos

    Like

  2. Adorei o livro! A capa é muito fofa e suas fotos ficaram ótimas!
    É a primeira vez que leio uma resenha dele e gostei bastante. Vou deixar a dica anotada.
    Beijos

    Like

  3. Oi, tudo bem?
    Bom… Nunca li um livro com essa premissa, e confesso que não sei se quero… Amo histórias que nos levam pra dentro delas, que sentimos os sentimentos de cada personagem. Mas traição é algo que me machuca muito pessoalmente falando, e acho que ainda não to preparada pra ler uma obra desse tipo.

    Mas parabéns pela resenha. Ficou ótima. Seguindo ❤

    Like

  4. Oi, Alice!
    Não conhecia o livro e achei a premissa bem diferente do que costumo ler e encontrar por aí, não sei se seria uma leitura que me agradaria porque aborda temas que não me deixam tão confortável, acho que iria passar a maior raiva durante a leitura. Traição geralmente me deixa bem irritada! kkkk
    Mesmo assim gostei muito da dica!

    Beijos,

    Rafa – Fascinada por Histórias

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s